...

Fintech – o que é e como funciona?

Nos últimos anos, as fintechs se tornaram uma indústria muito popular e em crescimento, com muitas novas empresas surgindo em todo o mundo inclusive no Brasil, mas, você sabe o que é uma Fintech? Se quiser ficar por dentro deste assunto leia esta postagem até o final.

por Edson Pessoa
18 Visualizações

Fintech é um termo usado para descrever uma nova geração de empresas de tecnologia que estão sacudindo o setor de serviços financeiros.

Estas empresas utilizam a tecnologia para criar produtos e serviços novos e inovadores que estão desafiando os modelos de negócios tradicionais de bancos e outras instituições financeiras.

Algumas das áreas em que as empresas de fintech estão causando um grande impacto incluem pagamentos móveis, empréstimos peer-to-peer, crowdfunding e moedas digitais.

O setor está crescendo rapidamente, com novas empresas e produtos sendo lançados o tempo todo. Isso está dando aos consumidores mais opções e tornando o setor de serviços financeiros mais competitivo.

Se você está curioso sobre o que é uma fintech, então este post é para você.

Vamos dar uma olhada no que as empresas de fintech estão fazendo e como elas estão mudandoo nosso contato com as finanças?

Quais são os benefícios da fintech?

A Fintech é uma indústria relativamente nova que se refere ao uso de tecnologia no setor financeiro. Em particular, estas empresas estão usando tecnologias inovadoras para criar novos produtos e serviços que oferecem aos consumidores mais opções e conveniência.

Veja abaixo alguns benefícios:

  1. Mais opções e conveniência para os consumidores: As empresas oferecem aos consumidores mais opções e conveniência, oferecendo produtos e serviços inovadores que as instituições financeiras tradicionais não oferecem. Por exemplo, agora você pode usar seu celular para transferir dinheiro internacionalmente sem precisar passar por um banco.
  2. Custos mais baixos: Por estas empresas possuírem seus custos mais baixos do que as instituições financeiras tradicionais porque dependem da tecnologia em vez da infraestrutura física. Isso significa que eles podem repassar essas economias para seus clientes na forma de taxas mais baixas e melhores taxas.
  3. Maior acesso aos serviços financeiros: Este tipo de empresa facilitam o acesso das pessoas aos serviços financeiros, fornecendo-lhes plataformas digitais disponíveis 24 horas por dia, 7 dias por semana. Por exemplo, agora você pode solicitar um empréstimo on-line sem precisar visitar uma agência bancária durante o horário comercial.
  4. Mais transparência: As empresas Fintechs são normalmente mais transparentes do que as instituições financeiras tradicionais.

Como funciona uma fintech?

A fintech é uma empresa de tecnologia financeira especializada em fornecer soluções tecnológicas inovadoras para o setor de serviços financeiros.

Essas empresas normalmente usam tecnologias de ponta para criar novos produtos ou serviços que atendam às necessidades específicas do mercado.

As fintechs costumam utilizar serviços bancários móveis, big data, inteligência artificial (IA), computação em nuvem e tecnologias de blockchain para agilizar processos, reduzir custos e melhorar a experiência geral do cliente.

Por exemplo, uma fintech pode desenvolver um aplicativo móvel que permita aos consumidores realizar transações e rastrear suas finanças em movimento. Ou, uma fintech pode usar a IA para ajudar a identificar comportamentos fraudulentos antes que isso aconteça.

O setor global de fintech tem visto um tremendo crescimento nos últimos anos, à medida que mais empresas e consumidores adotam soluções de tecnologia financeira.

E espera-se que essa tendência continue nos próximos anos, à medida que as fintechs continuarem inovando e interrompendo os serviços financeiros tradicionais.

As fintechs são seguras?

As fintechs têm crescido em popularidade nos últimos anos, à medida que mais e mais pessoas conduzem suas vidas financeiras on-line e em seus smartphones.

Mas à medida que essas empresas se tornam mais comuns, é importante saber se elas são seguras de usar.

De um modo geral, as fintechs estão sujeitas aos mesmos regulamentos que outras instituições financeiras.

Isso significa que eles devem proteger suas informações pessoais da mesma forma que um banco faria e estão sujeitos às leis de proteção ao consumidor.

Mas como muitas  são empresas relativamente novas, elas podem não ter o mesmo histórico que as instituições financeiras estabelecidas quando se trata de segurança e proteção.

Portanto, Se você está pensando em se tornar cliente de uma fintech faça uma pesquisa das empresas disponíveis primeiro (No final vou falar sobre algumas fintechs de sucesso no Brasil). Procure avaliações de outros usuários e verifique se a empresa está devidamente licenciada em seu estado.

Você também deve entrar em contato diretamente com a empresa em caso de dúvidas ou preocupações antes de se inscrever para uma conta…

Quais são os riscos de uma fintech?

Embora este modelo de negócio  tenha um enorme potencial, também existem riscos associados aos quais os consumidores devem estar cientes.

Veja alguns exemplos logo abaixo:

Segurança dos dados: Quando as informações financeiras são armazenadas eletronicamente, elas se tornam um alvo para hackers. Além disso, muitas empresas  são relativamente novas e podem não ter protocolos de segurança de dados fortes em vigor.

Risco econômico e financeiro:  Estas empresas geralmente dependem de fontes externas de financiamento, o que pode torná-las suscetíveis a crises econômicas.

Falta de regulamentação: Alguns produtos ou serviços podem não ser regulamentados pelas autoridades financeiras tradicionais, o que poderia criar riscos adicionais para os consumidores na prestação dos mesmos. No entanto, no Brasil o cenário está bastante seguro para estas empresas no que se diz respeito a regulamentação. 

O Banco Central é uma das instituições que regula o mercado e monitora as atividades do setor financeiro no Brasil. Mesmo fintechs precisam seguir regras rígidas para oferecer seus produtos à população.  

Fintechs do Brasil

As fintechs apareceram pela primeira vez em países desenvolvidos, como Estados Unidos e Reino Unido.

No entanto, nos últimos anos, houve um boom nesse tipo de empresa também no Brasil.

E não é por acaso: de acordo com uma pesquisa da Accenture, 43% dos bancos brasileiros perderão participação de mercado para as fintechs em um futuro bem próximo.

Além de proporcionar mais agilidade e conveniência aos clientes, outra vantagem  são os custos operacionais mais baixos.

Isso acontece porque, de modo geral, essas empresas têm menos burocracia e usam a tecnologia para automatizar processos.

No Brasil temos diversas fintechs como por exemplo a Bidu, Neon, Nubank, PagSeguro, PicPay entre outras.

A verdade é que estas empresas estão mudando a maneira como interagimos com nossas finanças, tornando-as mais convenientes, acessíveis e fáceis de usar.

Resumindo – O que é uma Fintech?

  • Fintech vem do inglês financial technology  que traduzindo significa “tecnologia financeira”
  • O termo é utilizado para  se referis a empresas inovadoras que utilizam tecnologia para oferecer soluções no mercado financeiro.
  • As fintechs podem ter diferentes produtos, como cartão de crédito, conta digital, cartão de débito, empréstimos, seguro entre outros serviços. 
  • As fintechs não possuem um grande custo com estruturas físicas, como agências – por isso, oferecem os seus serviços mais baratos ou gratuitos.
  • O barateamento da tecnologia da informação e o aumento do acesso à internet possibilitaram um crescimento exponencial das fintechs – em especial nos últimos dez anos. 
  • No Brasil, todas as empresas que atuam no setor financeiro precisam seguir as regras estabelecidas pelo Banco Central do Brasil mesmo que sejam elas fintechs ou grandes bancos. Para confirmar se uma fintech existe de verdade, consulte o banco de dados do Banco Central. Basta acessar o link e digitar o CNPJ da empresa no campo de buscas.

Bom estamos chegando ao fim de nossa postagem e espero que você tenha entendido tudo sobre o assunto que foi abordado aqui.

Inclusive se você achou este assunto interessante não deixe de compartilhar com um amigo e em suas redes sociais.

Caso tenha alguma dúvida não hesite em deixar nos comentários, ficarei muito grato em poder te ajudar!

Você também poderá gostar de ler: O que é Open Banking?

Você também poderá gostar de:

Deixe um comentário

Ao utilizar este formulário você concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este site.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência de navegação. Caso você esteja de acordo com isso clique em "ACEITAR". Lembre-se que segundo as Leis RGPD e LGPD você poderá cancelar seu consentimento a qualquer momento. ACEITAR CONSULTE NOSSA POLITICA DE PRIVACIDADE