Aliexpress-Cupom
O que é DNS?
Imagem: Unsplash.com

O DNS é uma sigla que significa Domain Name System ou Sistema de nome de domínios, e se trata de um serviço que armazena informações de uma lista de domínios  que permite que as pessoas  possam encontrar por exemplo um site na internet  por meio de nomes.

O protocolo DNS foi criado em 1983 pelos americanos Paul Mockapetris e Jon Postel, porém, teve sua implementação de fato por um grupo de quatro estudantes da Universidade da Califórnia Berkeley.

Desde então houve o surgimento da necessidade de traduzir os complicados números IP para um tipo de informação de  alto nível de forma que pudessem ser relembrado com facilidade pelas pessoas.

Não é estranho pensar que com certeza foi um ponto de apoio para o crescimento exponencial que a rede sofreu. 

Hoje é possível entender que o serviço de DNS é essencial para o funcionamento da internet e que isso influência diretamente na otimização do desempenho e na segurança de um site.

Agora que já pudemos ter uma introdução sobre este assunto o que acha então de conhecer um pouco mais sobre este serviço tão importante e que fazemos uso dele diariamente?

 

Hospedagem de Sites - HostMídia  

 

 

1. Entendendo o serviço de DNS

Esquema de Funcionamento do DNS
Imagem: Internet

Como o nome já sugere, DNS é um registro (banco de dados) que contém os nomes dos  sites e seus respectivos endereços IP associados.

De uma maneira bem simples o DNS é o serviço responsável em realizar a conversão de um domínio (endereço de um site ou nome de host) em um endereço IP do servidor onde esta hospedado.

Por exemplo:

Quando você digita na sua barra de endereço do seu navegador o endereço: https://www.pessoatech.com.br ele direciona ao nosso servidor que é reconhecido pelo seu computador como um conjunto de números que é chamado de endereço IP.

Seria praticamente impossível acessar os sites pelo endereço IP. Você já imaginou a quantidade  de sites que acessamos diariamente e ainda ter que lembrar o endereço IP de cada um deles?

 

Você também pode gostar de:  [Internet lenta – O que fazer quando isso acontecer?]

 

2. Qual a Importância do protocolo DNS para a Internet?

No tocante a importância do protocolo DNS para a internet, um ponto que posso destacar é que, um serviço de DNS quando configurado corretamente favorece a navegação dos usuários.

Portanto, é importante saber que o serviço de DNS é o que proporciona uma boa velocidade de carregamento dos sites.

Outro fator de peso é o fato de não se ter a necessidade de decorar números para chegar aos sites que estão disponíveis na internet, isso seria totalmente inviável e impossível com a quantidade de sites que temos hoje na internet.

Logo a importância do serviço para a internet é extremamente necessário.

De outro modo, quando o serviço de DNS não é bem configurado, o tempo de resolução de um domínio (processo de conversão de nome em endereço IP) será demorado e vai impactar negativamente nos acessos aos sites da internet pelos usuários.

Por este motivo, posso afirmar que o serviço de DNS é uma engrenagem silenciosa, mas, que é o responsável também por garantir uma boa conexão.

Com sites cada dia mais cheios de recursos , é importante que todos os mecanismos que propiciam a conexão estejam em pleno funcionamento e configurados corretamente.

 

Ofertas do Blog PessoaTech 

 

3. Onde fica o servidor DNS com todos os sites do Mundo?

DataCenters de Servidores DNS
Imagem: Unsplash.com

O DNS funciona em uma infraestrutura de subsistemas, com diferentes servidores processando informações e transmitindo para outros onde temos a seguinte estrutura: DNS Recursivo, Root NameServer, TLD NameServer e NameServer autoritário. 

3.1 DNS Recursivo

O DNS Recursivo é utilizado quando uma solicitação é enviada de forma repetitiva.

Neste caso um servidor pode fazer esta solicitação  a outros servidores para atender ao pedido inicial feito pelo cliente que neste caso sempre será o seu navegador de internet (Internet Explorer, Chrome, Firefox e etc).

Isso é conhecido como DNS Recursivo. É como se fosse um agente que trabalha o tempo todo para fazer com que todas as informações estejam disponíveis quando forem necessário.

Esta informação do DNS Recursivo é possível devido um serviço importante chamado Root DNS Server.  

Por exemplo:

Vamos supor que você esta procurando um veterinário para levar seu animal de estimação.

Um dos caminhos seria você pegar sua lista telefônica e procurar pela sessão médico, na sequência médico veterinário e por fim encontrar o nome do veterinário e o telefone de contato.

Bom, de uma forma bem ilustrativa e que facilite seu entendimento, este é o trabalho que o DNS Recursivo faz, que é  realizar  as consultas necessárias para obter o resultado desejado  que neste exemplo que citei é o nome e telefone do veterinário.

3.2 Root Nameserver

O Root Nameserver que também podemos chamar de Root DNS Server é o que esta presente no Topo da hierarquia entre os tipos de DNS que existem.

Ele não tem exatamente um nome formal e costuma ser marcado apenas como uma linha vazia implícita. Pense nele como uma espécie de banco, como uma referência.

O que acontece é que o DNS Recursivo transmite a solicitação de uma informação ao Root NameServer que imediatamente responde informando para que a busca seja realizada em um servidor DNS de alto escalão chamado de  TLD NameServer que é o que vamos entender a seguir.

3.3 TLD Nameserver

Quando se acessa sites como o Google ou Facebook é inevitável o acesso a sites com a extensão.com. Sites com a extensão de domínio “.com” são  considerados como domínios de grande prestígio.

Um servidor que armazena informações referentes a estes domínios  são chamados de  TLD Nameserver.

Estes servidores logo são responsáveis por gerenciar todas as informações de uma extensão comum de domínio como por exemplo o domínio “.com”.

3.4 Nameserver Autoritativo

Um servidor autoritativo é um servidor que está autorizado a responder por um determinado domínio.

E este tipo de servidor é necessário apenas para quem precise distribuir domínios na internet

Aqui no Brasil quem fornece a autoridade para que um ou mais servidores autoritativos respondam por um domínio é o Registro.br.

O Registro.br é totalmente reconhecido pelos servidores root, pois o Registro.br é um NIR (National Internet Register) responsável pelo registro de domínios no Brasil e autorizado pelo LACNIC, que é um dos cinco RIRs (Regional Internet Register), do mundo.

 

Você também pode gostar: [O que é DHCP? Entenda tudo sobre este protocolo]

 

4. Quais são os servidores DNS mais populares?

Antes de concluir esta postagem gostaria de falar um pouco sobre os serviços de DNS mais populares da Internet.

Hoje temos alguns serviços de DNS na internet, no entanto, vou citar detalhadamente apenas os dois mais conhecidos.

Vamos então saber quais são eles?

4.1 Serviço de DNS do Google 

Google DNS
Imagem: Unsplash.com

O serviço de DNS Publico da Google conhecido como: Google Public DNS, em Inglês, é um dos maiores serviços publico da internet em todo o mundo.

Criado desde o ano de 2009 o serviço do Google já manipula próximo dos 80 bilhões de requisições todos os dia.

Um número que impressiona.

 Para utilizar os servidores DNS do Google basta configurar o servidor DHCP do seu roteador ou configurar seu computador com endereço de DNS fixo.

Os endereços dos servidores do Google são os seguintes:

  • 8.8.8.8 (servidor primário);
  • 8.8.4.4 (servidor secundário).

Um dos diferenciais dos servidores de DNS do Google é que eles utilizam o encaminhamento por Anycast.

Anycast é uma tecnologia que permite que as requisições DNS sejam encaminhadas aos data centers mais próximo do usuário. (Isso explica a rapidez no carregamentos dos vídeos do Youtube).

Os servidores da empresa são capazes de identificar e gerenciar até mesmo tráfico malicioso e possuem dois níveis de cache.

O primeiro ele fica com os sites mais acessados pelos usuários, O segundo é quem cuida da resolução de endereços dos demais sites.

Essa divisão é muito importante por que reduz a fragmentação e taxa de erro de conexão.

A privacidade como sempre, é algo levado a sério pela gigante da internet que por sinal o Google só mantem por 24 horas as informações referentes a provedora de internet, a localização do usuário e endereços IP.

 

4.2 Serviço de DNS  do OpenDNS

O OpenDNS é um serviço bastante conhecido e que  foi lançado em Julho de 2006 pelo hacker empreendedor David Ulevitch.

Com o OpenDNS é possível utilizar alguns recursos como sistemas de proteção parental e proteção contra sites falsos.

Os endereços dos servidores do OpenDNS são os seguintes:

  • 208.67.222.222 (servidor primário);
  • 208.67.220.220 (servidor secundário).

O Google DNS e o Open DNS são os maiores serviços, no entanto, existem outros como: Norton DNS, DNS Advantage e CleanBrosing.

 

5. Conclusão

Depois de entender tudo sobre o funcionamento do protocolo DNS agora é a hora de testar qual dos servidores é o mais indicado usar.

A escolha pode ser feita de duas formas: uma é testando cada servidor individualmente ou fazendo uso de um programa para plataforma Windows chamado: DNS Benchmark.

DNSBench
Imagem: Site DNS BenchMark

O DNS Benchmark é um programa que possibilita avaliar qual servidor  é o mais indicado para você utilizar na sua rede e em sua região.

Para conhecer o programa CLIQUE AQUI PARA BAIXAR

 

Canal do Telegram Pessoatech

Ofertas de Livros na Amazon

Sobre o Autor

Edson Pessoa
Edson Pessoa

Olá! Eu sou Edson Pessoa, Sou profissional de tecnologia, marketing digital e empreendedor digital. Sou apreciador de produtos de tecnologia em geral e adoro trazer dicas que tenham poder de mudar sua vida de alguma forma.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Este site utiliza Cookies e Tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência. Ao utilizar nosso site você concorda que está de acordo com a nossa Política de Privacidade.

Conteúdo protegido! Entre em contato para obter autorização de republicação com indicação da fonte.