...

O que é um BlockChain?

Se você esta começando no mundo das criptomoedas em algum momento vai ouvir o termo BlockChain, mas, o que de fato é um blockchain , quais suas vantagens e como funcionam? Esta postagem vai tirar todas as suas dúvidas a respeito.

por Edson Pessoa
51 Visualizações

Se você está começando no mundo das criptomoedas e está estudando este mercado é bem provável que você já tenha se deparado com o termo BlockChain. 

Se você chegou até aqui é porque com certeza este termo lhe causou um certo interesse de entender melhor o que é uma blockchain, como funciona e qual a importância desta estrutura para a segurança de qualquer projeto de criptomoeda. 

Portanto, se você quer entender tudo sobre este assunto não deixe de ler esta postagem até o final. 

O que é um blockchain?

O BlockChain é uma lista de transações que podem ser consultadas publicamente por qualquer pessoa, ou seja, é na blochchain onde estão registradas todas as movimentações sobre quem enviou ou recebeu uma criptomoeda específica. 

Numa definição simples blockchain é como se fosse um livro caixa global onde são registradas todas as transações de compras e vendas de criptomoedas como por exemplo o Bitcoin, Ethereum entre outras.

Será comum você escutar de algumas pessoas ou na internet os termos “livro-razão distribuído ou livro caixa de criptomoedas para se referir a blockchain.

Isso torna possível a transferência de criptomoedas entre pessoas ou empresas sem a necessidade de um intermediário como um banco ou empresa de cartão de crédito. 

Uma característica importante do  Blochchain é a possibilidade de realizar operações em qualquer lugar do mundo, sendo de fato uma alternativa global e acessível. 

Toda criptomoeda possui sua própria Blockchain (com exceção das criptos consideradas tokens, onde neste caso, se utilizam de blockchain de uma outra moeda).

As principais criptomoedas como o: Bitcoin (BTC), Ethereum (ETH), Bitcoin Cash (BCH) e Litecoin (LTC), ADA Cardano (ADA) possuem cada uma sua própria blockchain. 

O Blockchain além de possibilitar a realização de transferências financeiras digitais sem intermediários também garante a realização de pagamentos de maneira extremamente segura, e acredite, transações realizadas por meio de blockchain é bem mais seguro do que alguns sistemas tradicionais de cartão de crédito. 

Mais não pense que as blochchains estão limitados apenas as transações financeiras com criptomoedas, as blockchain podem ser utilizadas para projetos que envolvam investigações médicas, simplificação de cadeias de abastecimentos, de sistemas de telefonia, de sistemas logísticos, jogos e muito mais.

Quais as vantagens do blockchain?

O sucesso do Bitcoin (BTC) e do Ethereum (ETH) assim como de qualquer criptomoeda de certa forma tem relação direta com blockchains.

Logo é perceptível que  as blockchains possuem algumas vantagens que são exclusivas desta tecnologia  e que gostaria de destacar algumas delas  logo a seguir. 

  • Utilização global – Isso significa dizer que projetos que funcionam sobre blockchains são de acesso global e sem intermediários. Isso possibilita a realização de operações em qualquer lugar do mundo. 
  • Garantem a privacidade – As operações realizadas sobre sistemas blockchain garantem a privacidade de quem as operam, pois não exigem a inclusão de informações sensíveis como: informações pessoais e de localização, protegendo contra a pirataria ou roubo de identidade. 
  • São abertas e auditáveis – As transações realizadas através de uma blockchain pode ser consultada publicamente garantindo assim auditoria por parte de qualquer pessoa. 
  • São Invioláveis – Apesar de as transações realizadas através de uma blockchain serem públicas e com possibilidade de serem consultadas e auditadas por qualquer pessoa, não blockchain não existe espaço para manipulação das informações, tendo em vista que o registro é validado por milhões de computadores no mundo todo (através dos mineradores) garantindo a segurança das informações. 

Bitcoin é um blockchain?

Não. O Bitcoin é uma moeda digital que utiliza a tecnologia de blockchain para garantir seu funcionamento e a segurança de suas operações. 

Como funciona uma blockchain?

Blockchain é uma cadeia de blocos (sequencia de blocos interligados) onde cada bloco contém um arquivo e um hash (um tipo de identidade única), o que garante que as informações desse bloco de dados não foram violadas.

Todo bloco criado contém sua hash e a hash do bloco anterior, criando uma conexão entre os blocos.

É dessa ligação que surge o nome blockchain (que traduzindo significa: corrente de blocos, em português).

Para você entender melhor como funciona um blockchain irei descrever o passo a passo de uma operação real.

  1. André quer enviar um determinado saldo de criptomoeda para sua irmã Camila.
  2. As criptomoedas do André são representadas por um bloco, e neste bloco é onde as informações são gravadas.
  3. Ao fazer o envio de moedas deste bloco, um novo bloco é criado atrelado ao bloco anterior e as informações deste novo bloco é copiada para milhões de computadores no mundo todo, o que faz com que cada computador validador tenha uma copia para validar posteriormente(trabalho que é realizado pelos mineradores).
  4. Em questão de minutos a rede faz a validação do bloco e se a operação é verdadeira a mesma é confirmada e aprovada. 
  5. Após o bloco ser aprovado ele recebe uma identificação única e não poderá mais ser alterado.
  6. Pronto! Após a validação da transação a propriedade da criptomoeda que era de André passa agora a ser registrada no blockchain como sendo de Camila, não sendo possível mais alterar, apenas se a própria Camila quiser transferir as criptomoedas um novo bloco será criado e validado, fazendo com que cada bloco seja atrelado aos anteriores. 

Vale lembrar que de acordo com o exemplo dado acima, na blockchain  ninguém saberá que o envio das criptomoedas  foram de André para Maria.  

Essa informação é protegida por um código formado por letras e números muito difícil de ser descoberto (hash) e que está atrelado a cada pessoa. 

Quais informações existem dentro de um bloco de uma blockchain?

  • Data e hora-  Informações referente a data e hora em que a transação entrou no bloco.
  • Quantidade transacionada – No que diz respeito ao quantidade de cripto na operação vai depender da moeda que esta sendo transacionada, por exemplo: no caso do Bitcoin, o valor é em bitcoins; na blockchain do Ethereum, o valor é em ether e assim por diante.
  • Partes da transação – Para identificar as partes sem expor as informações pessoais ao invés de usar dados pessoais como nome ou CPF, são usados endereços digitais, que são uma hash de 32 caracteres, que indicam a carteira de origem e de destino da quantidade.
  • Hashes – São informações únicas que nos permitam diferenciar: um bloco do outro; uma transação da outra. Essas hashes também são conhecidas como transaction ID ou TXID.

O blockchain é uma tecnologia segura?

Sim. Como a rede não está centralizada em nenhum lugar e possui diversas camadas de segurança, invadi-la é extremamente difícil.

Quando o sistema reconhece que alguém está tentando invadi-lo, ele automaticamente trava em questão de segundos. 

Se você já ouviu falar sobre golpes e roubos de bitcoins ou outras criptomoedas, é porque o crime ocorreu no equipamento do usuário que deixou a carteira digital aberta ou na corretora contratada pelo internauta – não na blockchain.

Por isso é muito importante não passar o endereço de suas carteiras para ninguém e quando tiver um capital expressivo em criptomoedas optar por deixá-las guardadas em carteiras digitais como MetaMask e TrustWallet ou em carteiras físicas (chamadas de carteiras frias).

Qual o futuro das blockchains?

As blockchains a cada dia vem crescendo dentro do cenário mundial e isso se deve ao fato de ela não ser apenas uma tecnologia que garante segurança e privacidade, mas, também ao fato de ser uma tecnologia que permite criar uma série de produtos revolucionários como no seguimento da medicina, serviços de streaming, telefonia, validação de documentos – como contratos e troca de ações –, transações financeiras, comercialização de músicas ou filmes, rastreamento de remessas e até votos.

Apesar deste crescimento ainda existe um pouco de desconfiança por parte da população em geral, mas creio que isso é apenas um fator de tempo. 

Afinal, cada vez mais negócios estão se apropriando dessa tecnologia, agora só resta aguardar e digo com toda certeza de que num futuro não muito longe, as blockchains farão parte do nosso dia com mais intensidade. 

Você também poderá gostar de:

Deixe um comentário

Ao utilizar este formulário você concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este site.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência de navegação. Caso você esteja de acordo com isso clique em "ACEITAR". Lembre-se que segundo as Leis RGPD e LGPD você poderá cancelar seu consentimento a qualquer momento. ACEITAR CONSULTE NOSSA POLITICA DE PRIVACIDADE